Centro Ciência Viva de Vila do Conde   Mapa do Site   English Version
Pesquisa 
Previsão meteorológica

A previsão meteorológica é uma tarefa complexa e difícil, na medida em que as condições climáticas são influenciadas por numerosos parâmetros e a pequenas alterações num deles pode corresponder uma grande modificação no estado do tempo (estado da atmosfera, num dado momento e lugar). Diz-se, por isso, que a atmosfera é um sistema físico fortemente dependente das condições iniciais. Por isso, só se conseguem fazer previsões fidedignas do estado do tempo para um curto intervalo de tempo, não mais que 10 dias, com recurso a satélites e a inúmeras observações das diferentes variáveis meteorológicas, em altitude e à superfície e a potentes computadores que processam a informação recolhida (medidas de pressão, temperatura, precipitação, etc).

Os meteorologistas de todo o mundo trocam entre si informações que servem de dados para complexos modelos matemáticos que os utilizam. A utilização de potentes computadores permite resolver as equações que modelam o estado da atmosfera; mas mesmo com o recurso a toda a avançada tecnologia hoje disponível, as previsões fornecidas por estes modelos não são exactas, não só devido aos erros inerentes às medições efectuadas, mas também devido à complexidade das equações envolvidas e à sua forte dependência das condições iniciais – a atmosfera é um sistema caótico.

No entanto, algumas tendências ou variações nalgumas variáveis meteorológicas podem ajudar a interpretar os valores da estação meteorológica:

  • Variações bruscas da pressão atmosférica, estão relacionadas com a mudança de tempo, sendo que a uma descida acentuada, corresponde normalmente a instabilidade atmosférica, e consequentemente mau tempo.
  • A alteração brusca do rumo e da intensidade do vento, podem significar igualmente alterações do estado do tempo, pois correspondem a sistemas meteorológicos distintos que vão desde a presença de um anticiclone, centrado por exemplo na região dos Açores, com ventos de norte- noroeste associado a bom tempo, ou a ventos de sudoeste, associados a depressões e portanto a mau tempo.
  • A ausência de vento, associado a noites de céu limpo e com temperaturas muito baixas e teores de humidade baixos estão quase sempre associados a ocorrência de geadas ou de orvalho (se a temperatura do ar não descer a 0ºC).