Centro Ciência Viva de Vila do Conde   Mapa do Site   English Version
Pesquisa 
O Aquário possui mais de 1000 l de água salgada onde habitam várias espécies animais presentes na nossa costa, entre as quais:


DOURADA

Sparus aurata
Características: Apresenta uma faixa curta, cor de ouro, entre os olhos e uma mancha negra por cima do opérculo. Cor acinzentada dorsalmente e prateada no ventre. Consegue tolerar variações de salinidade e temperatura, o que lhe permite entrar em zonas de água salobra.


ROBALO

Dicentrarchus labrax
Características: Flancos acinzentados sem manchas negras e dorso mais escuro. Predador eficaz que se move com rapidez e agilidade, atacando cardumes de peixes. Suporta grandes variações de salinidade e temperatura, o que lhe permite entrar em lagunas, estuários e mesmo rios.


RODOVALHO

Scophthalmus rhombus
Características: Face dorsal de coloração acastanhada, onde se situam os dois olhos. Corpo achatado permitindo repousar sobre os fundos móveis de areia. É um dos melhores exemplos de mimetismo, enterrando-se no fundo e adquirindo uma cor semelhante.


ANÉMONA DO MAR

Anemonia sulcata
Características: Animais marinhos em forma de pólipo, muito comuns na zona de marés, vivem fixos às rochas através do disco basal, que também usam para se deslocarem. O disco oral está circundado por 4 a 5 coroas de tentáculos não retrácteis, equipados com células urticantes, para capturarem presas e se defenderem dos inimigos. A boca está localizada no centro da coroa de tentáculos.


ESTRELA-DO-MAR

Asterias rubens
Características: Corpo constituído por um disco central e alguns braços, geralmente cinco, que partem do disco radialmente. A parede do corpo apresenta placas calcárias que formam, geralmente, um esqueleto rígido, muitas vezes com espinhos externos. Deslocam-se por meio de pés ambulacrários. Possuem grande capacidade de regeneração.


OURIÇO-DO-MAR

Echinus esculentus
Características: Animais revestidos por um esqueleto rígido em forma de esfera, sendo a face superior abaulada e a inferior achatada, com espinhos móveis e fortes. Deslocam-se por meio de pés ambulacrários com ventosas. São muito comuns na zona de marés onde se abrigam em buracos ou cavidades. Apresentam uma eficaz camuflagem segurando sobre o corpo pedaços de conchas ou algas.


MEXILHÃO

Mytilus galloprovincialis
Características: Bivalve comestível que constitui povoamentos muito ricos médio e infralitorais, que se estendem entre cerca de 2 e 8 metros de profundidade. Os jovens localizam-se preferencialmente na zona de maior hidrodinamismo, correspondente à zona superficial ocupada por algas, competindo com estas pelo espaço disponível. Podem viver em águas poluídas, como nas áreas portuárias.